Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

TV

Cassino do Chacrinha bons tempos

Hoje muitos apresentadores de programas de auditório são cultuados e respeitados no Brasil, mas tudo teve um inicio, por assim dizer, nos tempos do Cassino  do Chacrinha, ou Velho Guerreiro se preferir. Nos tempos áureos do seu programa eu era muito jovem e nem sempre tinha paciência de assistir, ou quando via não gostava. Principalmente de como os calouros eram tratados, eu tinha dó.

Saudoso Cassino do Chacrinha

Programa cassino do Chacrinha

Programa do Chacrinha

Abelardo Barbosa Nasceu em Surubim, Pernambuco, em 1917, e aos 10 anos de idade mudou-se com a família para Campina Grande, na Paraíba. Aos 17, foi estudar em Recife, capital pernambucana. Começou a cursar faculdade de Medicina em 1936 e, no 3º ano em 1937, teve o seu primeiro contato com o rádio na rádio Clube de Pernambuco ao dar uma palestra sobre alcoolismo. Chacrinha, apesar de sucessivas crises financeiras na família, teve uma infância tranquila.

Em 1956 estreou na televisão com o programa Rancho Alegre, na TV Tupi, na qual começou a fazer também a Discoteca do Chacrinha. Em seguida foi para a TV Rio e, em 1970, foi contratado pela Rede Globo. Chegou a fazer dois programas semanais: Buzina do Chacrinha (no qual apresentava calouros, distribuía abacaxis e perguntava “-Vai para o trono, ou não vai?”) e Discoteca do Chacrinha. Dois anos depois voltou para a Tupi. Em 1978 transferiu-se para a TV Bandeirantes e, em 1982, retornou à Globo, onde ocorreu a fusão de seus dois programas num só, o Cassino do Chacrinha, que fez grande sucesso nas tardes de sábado.

Roberto Carlos no Cassino do chacrinha

Roberto Carlos no Chacrinha

Vários cantores tiveram suas carreiras iniciadas neste programa dentre eles o próprio rei Roberto Carlos, Perla e Raul Seixas.

Em 1987, recebeu o título de professor honoris causa da Faculdade de Cidade; neste mesmo ano, foi homenageado pela Escola de Samba Império Serrano com o enredo “Com a boca no mundo, quem não se comunica…”. (Fonte: Portal São Francisco)

A Grande marca que tenho na minha lembrança sobre ele é a irreverencia com que se apresentava. Suas Roupas nada convencionais e aquele relógio enorme  que estava sempre pendurado em seu pescoço. E também como chamava os comerciais: “Roda, roda, roda e avisa o minuto do comercial”. E teve uma apresentação da Rosana que gostaria de compartilhar com vocês.

Mais posts interessantes:

Novelas antigas da Globo;

Era do Vinil

 

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. MÁRIO ALFREDO DA ROCHA XAVIER disse:

    Tambem sou fã do cassino do chacrinha. Assistia, depois jantava e ia para as festinhas nas casas dos colegas dançar música lenta e beijar muito. Voce saberia se existe alguem que comercializa camisetas com a logo do casiino? Grande abraço.

  2. EDNA CARVALHO OLIVEIRA disse:

    POR ONDE ANDA A EX CHACRETE IVONE XAVIER?

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.