Reviva os anos 70 com estes dois programas de televisão

Reviva os anos 70

Os anos 70 teve início com o festival de Música Woodstock no final da década de 60, mais precisamente em agosto de 1969. Ele é um marco para várias transformações que foram se desdobrando no decorrer da década que foi caracterizada por músicas, estilos de roupas únicos, cabelos compridos, gírias novas, escândalos políticos, entre outros elementos.

Duas séries que caracterizam bem essa época, tentando mostrar um pouco da sociedade e acontecimentos, são a That ‘70s Show e The Seventies.

That ‘70s Show

 Reviva os anos 70 com estes dois programas de televisão Curiosidades

A série That ‘70s Show é uma de comédia que foi para o ar entre 1998 e 2006, com um total de 8 temporadas, e que mostram a vida de 6 jovens que moram no Point Place, Wisconsin, com suas famílias.

O seriado estreou na emissora norte-americana FOX, com 200 episódios e o último capítulo sendo exibido em 18 de maio de 2006. No Brasil, ele foi transmitido pela Band nos anos 2000, com o título “De Volta aos Anos 70”. Também houve transmissão pelos canais pagos Sony e PlayTV, com o título original. Esse título fez referência à ambientação da produção, entre os anos de 1976 e 1979.

O sitcom segue a rotina de um grupo de amigos por volta dos 17 anos de idade, são eles: Erick Forman, Donna Pinciotti, Steven Hyde, Jackie Burkhart, Michael Kelso e Fez. O jovem Eric Forman (Topher Grace se vê apaixonado por sua vizinha Donna Pinciotti (Laura Prepon).

Eles convivem com os seus amigos Steven Hyde (Danny Masterson) que é um garoto muito ríspido, o intercambista Fez (Wilmer Valderrama), o bobalhão Michael Kelso (Ashton Kutcher) e sua namorada Jackie Burkhardt (Mila Kunis). No meio dessa turma encontra-se a família de Eric, com o seu pai Red (Kurtwood Smith), sua mãe Kitty (Debra Jo Rupp) e sua a irmã Laurie (vivida por Lisa Robin Kelly até a 5ª temporada e por Christina Moore na 6ª).

A história da série começa em 1976 com o objetivo de retratar tendências e ideologias políticas bem estabelecidas, e que se tornou base para vários eventos sociais mundo. A década de 70 trouxe mudanças sociopolíticas que foram retratadas pelos personagens.

Personagens e ambientação

 

Os principais personagens de That’ 70s Show são:

Eric Forman (Topher Grace) que é um típico nerd, magrelo, inteligente e grande fã de Star Wars. A maior parte dos episódios se passa no porão do protagonista da série.

Donna Pinciotti (Laura Prepon) é vizinha de Eric, que ao longo da série acaba se tornando sua namorada. Ela é uma garoa com um jeito mais bruto, e que acaba recebendo o apelido de Lenhadora.

Steven Hyde (Danny Masterson) é o jovem revoltado do grupo e que diz viver contra o “sistema”. Ele é amigo de infância de Eric e Donna (pela qual é apaixonado).

Jackie Burkhardt (Mila Kunis) representa o estereótipo da clássica Patricinha.

Fes (Wilmer Valderrama) é um estudante de intercambio. Porém o seu verdadeiro nome não é esse. O nome é tão difícil de pronunciar que o chamam de Fes, que é a abreviação para “Foreign Exchange Student” (Estudante de Intercambio). O seu país de origem nunca foi ciado.

Michael Kelso (Ashton Kutcher) é o estereótipo do garoto bonito e bobo da turma, sendo o mais engraçado da série.

A série mostra bem a atmosfera hippie da época, ciando os grandes filmes da década. A trilha sonora conta com muitas músicas de rock e Disco.

A série foi um bom início para as carreiras de Topher Grace, Mila Kunis e Ashton Kutcher.
“O círculo”

Os jovens passam na maioria dos episódios sentados em volta de uma mesa redonda no porão, chamada de “O círculo”. Nas oito temporadas, os protagonistas passaram o tempo se divertindo no porão, escutando músicas de bandas de rock muito famosas na época, e até usando maconha. Os assuntos eram os mais inacreditáveis possível, com diálogos engraçados baseados no efeito que a droga teria nos pensamentos deles.

Os outros personagens

 O pai de Eric é um ex-militar anticomunista e um “proud american”, que representa de um jeito irônico o americano médio da época. Com um jeito mais duro, ele tinha tudo o que um americano podia querer: uma casa no subúrbio, dois filhos e uma posição conservadora.

A jovem Donna era a representação da mulher progressista que se engajava em movimentos igualitários e feminista. Como contraponto, Jackie era a típica “esposa americana” do último século que deveria ser uma ótima cozinheira, uma excelente empregada para casa e habilidosa na cama. A amizade entre Jackie e Donna foi se desenvolvendo durante os oito anos, apesar das suas diferenças.

 

Curiosidades

O nome inicial para série era Teenage Wasteland (Desolação juvenil), escolheram The Kids Are Alright (As crianças estão bem), sendo ambos nomes de músicas da banda de rock The Who. Mas, quando não conseguiram os direitos para utilização, a série ganhou o nome de That ‘70s Show.

A série passa na cidade fictícia de Point Place do estado de Wisconsin e o ano referente a cada episódio aparece na placa do carro no final da abertura. Durante cada capítulo, há cenas intercaladas que representam a transição da época por meio de símbolos da cultura pop e da política.

Durante toda a série, o país de origem e o verdadeiro nome de Fes não é revelado. O carisma e o mistério em volta dele ajudou a proporcionar muitas cenas engraçadas.

Com os seus 200 episódios, That ‘70s Show é a quarta série mais longa já exibida pela FOX, ficando só atrás de Os Simpsons (com mais de 630 episódios), Married… with Children – Um Amor de Família (com 262 episódios) e O Rei do Pedaço (com 255 episódios).

No ano de seu lançamento (1998), That ’70s Show foi a única série lançada da Fox a ser renovada para ouras temporadas.

Durante todas as temporadas, o tempo não parece passar para os personagens. Na série é mostrada a passagem da era disco para o Rock, através do gosto musical dos jovens que vão acolhendo bandas como Kiss, e cantores como Eric Clapton.

Em todas as temporadas, várias músicas de sucessos da época apareceram na trilha sonora da série. Foram tocadas músicas das bandas ABBA, Deep Purple e The Clash, e de cantores como Elton John, Gloria Gaynor e Elvis Costello. Na quinta temporada, todos os episódios receberam como título, músicas de bandas de rock de sucesso dos anos 70, como The Who, Led Zeppelin, Queen e Rolling Stones.

Todo o figurino segue o visual da época, com calças com boca de sino, camisetas de banda, etc.

Há muitos momentos em que os personagens começam a sonhar acordados sobre elementos da época, como os filmes Rocky, Grease e Star Wars.

A partir na sexta temporada, a atriz Lisa Robin Kelly – a Laurie, irmã de Eric – teve que se distanciar da série alegando problemas pessoais. Nesse período, a personagem foi vivida por Christina Moore que ficou nas duas temporadas finais.

O ator protagonista da série, Topher Grace foi descoberto durante uma peça escolar de uma filha de um dos criadores que estudava na mesma escola do futuro ator.

A atriz Mila Kunis tinha só 14 anos quando realizou o teste para ser participar do elenco da série. Mas para ganhar o papel, ela mentiu a idade, porque foi exigido, que para fazer o teste, a pessoa tivesse no mínimo 18 anos. Ela foi aprovada e contratada mesmo após a descoberta a sua verdadeira idade.

A série recebeu o nome de Que Loucura de Família em Portugal.

A atriz Mila Kunis deu o seu primeiro beijo aos 14 anos, com seu par da série, Ashton Kutcher. Em 2015, os atores se casaram.

No ano de 2002, a Fox fez um spin-off da série chamado de That ’80s Show, com uma grande parte da equipe de produção e criação original de That ’70s Show, mostrando como teria sido a vida dos jovens nos anos 80. Porém, sem as tramas ou personagens do seriado original, a produção não fez sucesso e se tornou um fracasso de audiência. Com apenas 13 episódios, o That ’80s Show foi cancelado.

Para viver Red Forman foi escolhido, o ator Chuck Norris. Porém o ator ainda estava protagonizando a série Walker, Texas Ranger. Assim, o papel do pai de Eric ficou com Kurtwood Smith.

Debra Jo Rupp usou a mesma roupa de sua primeira cena do primeiro episódio em sua última cena no úlimo episódio da série.

Morte da atriz Lisa Robin Kelly

 Reviva os anos 70 com estes dois programas de televisão Curiosidades

A atriz Lisa Robin Kelly, que fez a Donna da série, morreu aos 43 anos na Califórnia enquanto dormia em um centro de reabilitação.

Ela lutava contra o alcoolismo e algumas pessoas alegam que a equipe de emergência teria encontrado marcas de agulha nos dois braços de Lisa. Os representantes da clínica alegaram que as agulhas faziam parte de procedimentos para tentar diminuir o alto nível de álcool de sangue no momento da internação.

Lisa foi detida pela polícia em junho de 2013, no estado da Califórnia, por dirigir embriagada. A patrulha alegou que na ocasião notaram sinais de possível intoxicação ao ajudaram a atriz a movimentar seu carro para fora da Interestadual 5. Ela foi liberada após pagar uma fiança de US$ 5 mil.

Porém, a em novembro de 2012, ela foi detida por agredir o marido Robert Joseph Gilliam, de 61 anos, e liberada após pagar uma fiança. Em abril do mesmo ano foi acusada de violência doméstica e também solta pouco depois, após pagar outra fiança de US$ 50 mil. Em 2010, ela se declarou culpada por dirigir embriagada no estado da Carolina do Norte. Ela foi condenada a 12 meses de liberdade provisória sem uma supervisão, com a pagamento de uma multa.

The Seventies

 

The Seventies é uma minissérie feita na forma de documentário com 8 episódios que mostram os acontecimentos, especialmente nos Estados Unidos, em toda a década de 70. Ela foi produzida pelo Tom Hanks, Gary Goetzman e o Mark Herzog, com um tempo de execução de 60 minutos. A estreia na CNN foi em 11 de junho de 2015.

Na verdade, ela faz pare da continuação de uma série iniciada com a minissérie The Sixties que retrata os acontecimentos dos anos 60 e The Eighties que mostram os acontecimentos dos anos 80.

O documentário The Seventies expõe fatos e eventos históricos da forma como aconteceram. Alguns dos eventos apresentados são: o fim da Guerra do Vietnã, o novo estilo de criação das novas séries para a televisão, os principais crimes na época, lutas das feministas e do grupo LGBT por mais direitos.

A série é indicada para quem quer descobrir e entender melhor como era viver nos anos 70 e quais os principais fatos na época e como aconteceram.

 

Guia de episódios

 

1 – “A televisão fica real” 11 de junho de 2015. Mostra como era a televisão da década de 1970 e os novos formatos.

2 – “Estados Unidos vs. Nixon” 18 de junho de 2015. Relata a presidência de Richard Nixon, com o escândalo de Watergate e a sua renúncia no ano de 1974.

3 – “Paz com honra” 25 de junho de 2015. O episódio trata da saída dos Estados Unidos da Guerra do Vietnã.

4 – “Crimes e Cultos” 9 de julho de 2015. O episódio relata os principais crimes da década de 70: Charles Manson, John Wayne Gacy, os assassinatos de Son of Sam e o Assassino do Zodíaco.

5 – “O estado da união não é bom” 16 de julho de 2015. Relata a crise econômica nos EUA.

6 – “Batalha dos sexos” 23 de julho de 2015. Mostra os movimentos por direitos feministas e LGBT nos Estados Unidos da década de 70.

7 – “Terror em casa e no exterior” 30 de julho de 2015. Fala do terrorismo na época, o voo 841 da TWA para o Massacre Olímpico de Munique.

8 – “O que está acontecendo” 13 de agosto de 2015. Mostra a mudança na música popular americana que explodiu em novos formatos com novas formas de se expressar.

Conte aos amigos sobre esse post!

Publicidade

Você pode gostar também

Sobre o autor: Eli Braz

Olá me chamo Eli e nasci nos anos 70. Curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar e compartilhar os bons momentos e fatos que marcaram época. Espero ser útil a todos com minha pesquisa e escrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares