Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Fatos

Presidente Ernesto Geisel

Bem amigos do blog dos anos 70,  iniciei uma série de post sobre os governantes militares, acabei me empolgando com a ideia, espero que vocês também, e resolvi então continuar com mais um governante do período militar. Lembrando que já escrevi sobre o governo Médici e agora falo sobre o Presidente Ernesto Geisel. Não esqueça que é importante para nós a sua leitura e opnião. Vamos lá?

Presidente Ernesto Geisel

Presidente Ernesto Geisel

O 29º presidente do Brasil pode ser considerado o presidente brasileiro que marcou a transição da dura linha que Garrastazu Médici havia imposto para controlar as manifestações contra o Governo Militar e o seu AI-5. Sua principal contribuição para o quadro político nacional foi proporcionar uma abertura política para a democracia do Brasil – posição que ele concordava plenamente, desde que essa transição fosse, segundo ele mesmo, lenta, gradual e segura.

Apesar de abrir o Brasil para uma transição a favor da democracia, muitas mobilizações de militares radicais aconteceram – estes, completamente contra a retomada da democracia. Mesmo com todas as guerrilhas paramilitares tendo sido extinguidas, duras repressões aconteciam contra tudo que era considerado “subversivo”. Para ter uma ideia dos problemas enfrentados pelo general presidente Ernesto Geisel, foi durante seu mandato que ocorreu a morte de Vladimir Herzog no DOI-CODI e, em pouco menos de seis meses, uma morte muito semelhante de um operário chamado Manoel Fiel Filho. Essas duas mortes incitaram a opinião pública contra os militares, o que acabou influenciando Geisel a destituir o general Ednardo D’Avila Melo do comando do 2° exército, uma das suas primeiras medidas contra os militares radicais.

Economia da época

 

Neste período, o Brasil estava com sérios problemas econômicos causados por uma má administração dos militares em mais de 10 anos de descaso com planos de desenvolvimento nacional. Com isso, os empréstimos estrangeiros foram drasticamente reduzidos e os preços do petróleo acabaram sofrendo um verdadeiro aumento (vale lembrar que, na época, o Brasil não tinha a produção de petróleo que tem atualmente). Assim, a economia nacional parou de crescer e acabou gerando uma crise em todos os setores da economia. Trabalhadores estavam altamente descontentes com seus salários não condizentes com o alto custo de vida na época.

Com isso, vários setores da sociedade começaram a se opor ao Governo Militar. Como ele estava mais “flexível” do que nos idos anos de Garrastazu Médici, esses protestos passaram a ser mais violentos, até que, em 1977, o governo lança o Pacote de Abril, que alterava algumas regras nas eleições para beneficiar o Governo.

O legado do Presidente Ernesto Geisel

 

No período em que  esteve no poder o Presidente Ernesto Geisel instituiu a Emenda Constitucional Número Oito, que estendeu o mandato do Presidente de cinco para seis anos, aumentou de maneira significativa a bancada federal em todos os estados do país para aumentar a bancada governista e manteve o processo de eleições indiretas que antes já existia para escolher o governador. Os senadores biônicos foram eleitos em 1978 para um mandato de oito anos. Para serem escolhidos, os senadores precisavam prometer uma fidelidade ao Governo, e eles eram escolhidos de acordo com os políticos que antes já tinham algum cargo e que precisavam de um novo local para serem alocados. Em grande número, deputados federais foram escolhidos para ocuparem essas vagas. Ernesto Geisel saiu da presidência em 1979, tendo escolhido seu sucessor, João Figueiredo, que foi responsável pela transição definitiva do período militarista para a democracia. Geisel morreu aos 89 anos, em setembro de 1996, de câncer generalizado.

Gostou do post? Curta e deixe seu comentário essa é nossa recompensa. Para saber mais sobre o Presidente Ernesto Geisel clique AQUI.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

    Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
    entre em contato com o suporte.