Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Curiosidades Fatos

Por que houve o golpe militar?

Passados mais de 50 anos, muitas pessoas ainda se perguntam por que houve o golpe militar em 1964?Acontecimento que mergulhou o Brasil em um ditadura durante 21 anos. Vamos ver os motivos que levaram a esse triste período de nossa história. Acompanhe nosso resumo.

Entendam os personagens e fatos. Ai vamos entender por que houve o golpe militar.

Getúlio Vargas

Por que houve o golpe militar

Precisamos voltar 10 anos antes do golpe, no governo de Getúlio Vargas. Getúlio, que governou o Brasil como ditador por 15 anos, retornou ao governo pela via democrática, em 1950.

Seu governo teve medidas polêmicas como, por exemplo, o aumento em 100% do salário mínimo, que desagradou aos empresários e militares. Em 1954, o deputado Carlos Lacerda sofreu um atentado à bala que matou o major Rubens Vaz, da FAB.

Por esse atentado e às acusações de corrupção, os militares exigiam que Getúlio renunciasse. Os militares estavam prontos para assumir o poder, porém, Getúlio cometeu suicídio, houve uma reviravolta geral e o golpe foi cancelado. Ou melhor, adiado.

Jânio e Jango

Jânio Quadros foi eleito presidente da República em 1961, mas renunciou sete meses depois por razões até hoje obscuras. O vice-presidente, João Goulart (chamado de Jango), estava em viagem oficial à China.

Sob a alegação de Jango “ser um comunista”, os militares não queriam que ele assumisse a presidência, e exigiram que o regime fosse mudado de presidencialismo para parlamentarismo.

Jango seria chefe de Estado, não do governo. Em 1963, o presidencialismo foi restaurado e Jango começou as chamadas Reformas de Base, uma série de medidas que incluía a Reforma Agrária e a Reforma Urbana. Começaram manifestações a favor e contra o governo

O golpe

Em 18 de março de 1964, Jango realizou um comício na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, onde anunciou as Reformas de Bases e uma constituinte.

Os militares, além de empresários, latifundiários e setores conservadores da Igreja Católica, temiam que o Brasil virasse um país comunista. Uma revolta de marinheiros, com adesão dos fuzileiros navais, foi considerada uma “quebra de hierarquia”.

Enfim, em 1º de abril de 1964 (e não em 31 de março), os militares derrubaram o governo democrático e implantaram sua ditadura.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.