Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Fatos

Governo Collor e o confisco das poupanças

Falando um pouco mais de política, lembrei de um fato do Governo Collor, que fatalmente os amigos vão se lembrar. Falo do confisco das poupanças durante o plano Collor I. Lembram? Essa foi para mim e para a maioria das pessoas que conheci um marco do governo Collor de Melo “o caçador de marajás”. Lembram disso? Víamos muitas reportagens na TV, durante os telejornais, que mostravam a atuação de Collor ainda governador de Alagoas, combatendo a corrupção e os altos salários. Aquilo soava como a atuação de um Hobin Wood da vida real. Para famílias como a minha, de classe média baixa (não passava fome mas não tinha luxo), era a redenção do Brasil tê-lo na Presidência.

Plano do Governo Collor

Foi com essa impressão que todos os brasileiros, inclusive eu em meu primeiro voto o elegemos. Lembro até que me filiei ao partido dele o PR. “Sabe nada inocente”, o futuro reservava ainda muitas surpresas aos brasileiros sobre o governo Collor de Melo, as quais descrevo brevemente a seguir.

O confisco das poupanças, fez parte do “Plano Brasil  Novo”, ou plano Collor mesmo. Afinal foi assim que ficou conhecido. A intenção inicial nem era confiscar o dinheiro. Segundo informações, o plano, como um todo, tinha como fim combater a hiper inflação que estava castigando a sociedade. O Plano Collor instituiu um congelamento de preços que teve um efeito inicial expressivo: a inflação pelo IGP-M (Índice de Preços ao Consumidor – Mercado, usado no reajuste de aluguéis e outros contratos) chegou ao fim do ano de 1990 em 1.699,87%; em 1991 esse índice já estava em 458,38%. 

governo collor

Por tanto o confisco foi apenas uma de uma série de medidas como: Programa de reforma do comércio externo e um programa de privatização conhecido como  Programa Nacional de Desestatização. Devido a urgência, o plano começou a ser implementado logo após a posse do Presidente Collor. As ações deveriam ser suficientes para resolver os sérios problemas que nossa economia estava passando.

Muitas pessoas sentiram o peso do confisco que bloquearam as poupanças e aplicações acima de NCz (Cruzados novos) 50 mil, algo em torno de R$6000,00 hoje. Lembro que a medida do governo Collor atingiu uma parcela da população, não a maioria, mas grande parte. Na época poucas pessoas tinham condições de ter um valor destes aplicados. Pelo menos na minha rua não via ninguém reclamando. Foi um remédio amargo que preparou caminho para o Plano Real, é o que dizem os estudiosos da economia.

Porém até hoje parece que tem pessoas que não tiveram suas economias restituídas, ou pelo menos na forma correta. Em muitos casos pessoas tiveram suas suadas economias retidas compulsoriamente. Um baque.

 

Vendo as coisas com humor

governo collor - ironia por Nádia maria Como no Brasil, fazemos graça da desgraça e toda situação é munição para os humoristas, a então Ministra da Fazenda Zélia Cardoso também foi “homenageada” com a personagem Célia Caridosa de Mello,  imitação feita por Nádia Maria. Era muito engraçado, pois a atriz conseguiu pegar os trejeitos da ministra. Suas aparições eram durante a Escolinha do Professor Raimundo.

Engraçado que na vida real a ministra Zélia Cardoso e Chico Anísio se casaram, inclusive segundo o Blog do Milton Parron, Chico defendeu com unhas e dentes Zélia durante as CPI’s que investigavam as denúncias envolvendo o Governo Collor, isso em 1992.

Caso algum dos amigos tenha tido sua poupança bloqueada o saiba de algum dado importante sobre o assunto, por gentileza compartilhe, pois o assunto apesar de doloroso para alguns é muito interessante.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

8 Comentários

  1. Odelar disse:

    Esse foi outro PILANTRA “ilustre” a enlamear e envergonhar o país! Tinha uma vida de luxuria e…(É!!!) PUTO esse DESGRAÇADO! O Brasil está fodido mesmo! Depois dele, outros CRÁPULAS como Sarney, Lula e agora Dilma…. Estamos fodidos e muito mal pagos!!!!!!!!!!!!!

  2. eron disse:

    O governo do Collor ,foi trombadinha perto do governo do PT que vai ficar pra sempre na negra historia do Brasil,como o maiores elementos filiados ao Partido do PT,como fomos roubados na cara dura.

  3. chupeta disse:

    Lembra muito o Aécio Neves, o Aécio Neves é uma pessoa ambiciosa que quer esbanjar, gosta de carros importados gosta de tudo do bom e do melhor eu acho que ele vai ser eleito e se hoje com a Dilma já está um lixo se preparem para o pior, amigos… Aécio construiu um aeroporto em Minas Gerais de “11 milhões” em uma fazenda da família dele, o aeroporto deveria funcionar para toda a região mas é usado para uso privado da família desse porco, ele destruiu minas gerais e vai destruir o Brasil, por isso estou indo embora próxima semana do país e não espero voltar tão cedo…

  4. Fabio disse:

    Zélia Cardoso era, na época, filiada do PCdoB, partido que sempre foi (e ainda é) aliado do PT.
    Na época da eleição do Collor, esse pessoal do PT e Cia não se conformavam de terem perdido a eleição, afinal, quem era Fernando Collor?
    Eles então arquitetaram conclamar o povo para uma corrida aos bancos para que sacassem as poupanças. Como não haveria dinheiro para todos, uma vez que, até hoje, o que está no bancos é só número, não existe e nunca existirá dinheiro para todos, eles concluíram que isso levaria a uma revolução no país e que os levaria ao poder.
    como já mencionei, Zélia Cardoso era desse meio, e a notícia do “golpe” chegou nela, que logo se articulou com a presidência e montou todo este plano de confisco. Já que, o dinheiro estando confiscado, não haveria corrida para saques.

    Oficialmente, tudo aconteceu como você descreve no seu texto. Mas nos bastidores… a coisa foi um pouco mais complicada.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.