Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Curiosidades

Estrutura familiar nos anos 70

Estrutura familiar nos anos 70. Neste post veremos como era a estrutura da família no olhar da mulher, mãe e trabalhadora. Dai podemos comparar com hoje.

Recebi um email da Stefani, que faz parte de nossa comunidade, perguntando sobre como era a estrutura familiar nos Anos 70. Bem numa tentativa de ajudá-la, pelo menos indicando um caminho para o trabalho escolar que estava fazendo,pesquisamos sobre o tema, com muito prazer. Compartilho agora,  com ela e com os amigos o resultado. Claro que por ser um assunto tão interessante quanto rico não podia ser esgotado num post só. Mas podemos pelo menos, usando o olhar da mulher, iniciar um diálogo.

Estrutura familiar nos Anos 70 um olhar da mulher

Logo de cara, encontrei um livro da Mary Del Priore, chamado História das Mulheres no Brasil. Por que seguir o ponto de vista da mulher? Bem numa rápida análise sabemos que originalmente a estrutura familiar do Brasil teve desde sempre o homem como centro.

Fato que explica os resquícios machistas que vivemos até hoje. Assim se teve alguma mudança neste quadro, definitivamente não foi do lado masculino da história. Foi a mulher que teve aos poucos que vencer a resistência para gradativamente ocupar seu lugar no mercado de trabalho e na própria família.

Dentro de uma estrutura familiar no inicio do seculo XX, mesmo que a mulher tivesse a principal fonte de renda da casa, era tratada como mero complemento a renda do homem. Ou seja, mesmo com necessidade da força de trabalho feminina, esta ainda era sub valorizada dentro e fora da estrutura familiar.

Numa perspectiva  burguesa da família, a criança e a preocupação com o seu futuro, tiveram papéis importantes na nova estrutura familiar.  O que  influenciou a vida das crianças da seguinte forma:

“A necessidade de educá-la e prepará-la para o futuro fez com que seus pais virassem as constas às antigas sociabilidades…da rua , do parentesco extenso, entregando-se à privacidade do lar e seu complemento, a escola. a nova visão da família tornou-se brasão da burguesia., legitimando uma distinção que se alastrava das sensibilidades para a vida material.” (História da mulher no  Brasil, pag, 520)

estrutura familiar nos anos 70

Apesar dos avanços, na industrialização e no crescimento urbano, a distinção entre homens e mulheres continuava nítido. O trabalho da mulher mesmo que crescente, continuava a sofrer com o preconceito e era tratado como  sub emprego se comparado ao dos homens, “chefe da casa”. O modelo da  mulher ideal continuava a ser o da dona de casa que cuidava da casa e dos filhos.

estrutura familiar nos Anos 70Dentro da estrutura da familiar nos anos 70 a educação dada aos filhos seguia mais ou menos essa direção. Os meninos eram educados para serem futuros chefes de família, em sentido contrário as filhas que deveriam se manter puras até o casamento.

Havia até uma distinção entre moça de família e moça leviana, sendo que: As primeiras, a moral dominante garantia o respeito social, a possibilidade de um casamento modelo e de uma vida de rainha do lar-  tudo o que seria negado às levianas.(pg. 610)

Imaginem só o temor que o pai tinha de sua filha “se perder” antes do casamento. Por isso os pais não permitiam que as filhas perdessem tempo com namoros que não resultariam em casamento. Do outro lado os meninos eram por vezes incentivados pelos pais a perder sua virgindade. Como sinal de virilidade e poder.

estrutura familiar nos Anos 70Todo esse retrato, teve também um outro lado. O da resistência, do desejo de mudança de várias mulheres que por vontade ou necessidade romperam com padrões familiares tradicionais. a mulher não queira se coadjuvante na família ou na fábrica, buscavam seu espaço, reconhecimento, melhores salários e condições de trabalho. Fizeram grandes manifestações como “os movimentos das mulheres rurais”.

A mulher e a família já não eram mas mesmas nos Anos 70. Acho bom continuar isso com uma personagem que  representou bem essa tendência. Leila Diniz, atriz que faleceu  em 1973, num acidente de avião. Ela  tinha  uma atitude que muitas vezes chocava seu  amigos, familiares e a sociedade. Mas, isso é assunto para outro momento. Espero ter pelo menos dado uma idéia de como era a estrutura familiar nos anos  70.  Vejam neste outro post sobre os cursos para as mulheres desta época. Abraços.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

7 Comentários

  1. eron disse:

    Eu tenho muitas saudade dos anos 70-80,o secul,o xx foi uns dos melhores,ti mais educação as crianças,jovens,mais lei branda,respeitava-nos os Pais,avós,o seculo xxi para mim esta sendo uma tristeza,estamos hoje vivendo um mundo sem respeitos a nadas,alunos não respeitam seus professores,pais,os mais velhos,politicos nem se fala,que desepição mundo cruel se tornamos.

  2. saulo hipolito disse:

    E o resultado dessa “libertação”: violência a níveis alarmantes no país, abortos em epidemia, a mulher trabalhando a força para ajudar a sustentar a casa, pois o que o marido ganha não dá mais,e outras atrocidades conta a mulher. Ou seja a tal “liberdade” não trouxe nada de bom só a exploração e a transformação da mulher em objeto do capitalismo e do sexo.

  3. Alex disse:

    Hoje, não existe mais base familiar em nada! Os pais, simplesmente põem os filhos no mundo. E quem educa é a sociedade, a mídia, os amigos… Os pais só têm uma fração na educação deles, e muitas vezes, nem isso. É claro, há muitos pais que não têm o mínimo de exemplo para dar ao filho. Esses, não deveriam nem ter filhos. Antigamente, como nos anos 70, por exemplo: pais e filhos se respeitavam, existia o amor, e até amizades verdadeiras. Hoje, nesse mundo só tem falsidade, hipocrisia; filhos rebeldes, desaforados, sem cultura, sem educação. E a culpa é dessas leis lixos, tornando as crianças todas frescas e mimadas. É por isso que são desse jeito, os pais não podem nem educá-las corretamente.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.