E quando não havia Facebook?

4
38
views

Antes do Facebook

 E quando não havia Facebook? Curiosidades

Não faz muito tempo, numa era em que não havia redes sociais. O computador era algo distante, sabia-se que existia mas ninguém via. Época de Tv a válvula , que demorava um tempo para aquecer e quando desligava ficava com um ponto de luz no meio da tela ate esfriar. Nesta época não existia o Facebook, Você lembra?

Pois é tudo era diferente, nossa “rede social” eram nossos familiares, vizinhos e amigos de escola. A sala de bate papo era o meio fio, calçada ou a na sala de algum dos amigos ouvindo vinil do Duran Duran, A-ha, Madonna, Cyndi Louper ou Pink Floyd.

O “compartilhamento” era ali ao vivo cara-a-cara, assim se contava as novidades. Havia um grande esforço para se obter um curtir. Sempre tinham os mais descolados e conseguiam se destacar na simpatia e eram mais “curtidos”, outros nem tanto, tido dependia da personalidade de cada um.

 E quando não havia Facebook? Curiosidades O bom é que compartilhávamos o que queríamos e para quem quissemos que ficassem sabendo, nada viral. Guardávamos confidencias, tínhamos melhores amigos, aqueles a que nos apegávamos e sofríamos seus sofrimentos. Isso é que era “compartilhar”. Eu “curtia”  isso.

Ninguém, ou quase ninguém, “tirava onda” dos outros assim tão facilmente, pois teria que dar satisfações ao ofendido pessoalmente e isso poucos queriam, só quando fosse para excluir definitivamente de sua “fan page”. Os problemas e desentendimentos ocorriam sim, mas ficávamos sempre a oportunidade de reatar a amizade. E quando isso acontecia era muito especial. Não acham?

 E quando não havia Facebook? Curiosidades “Torpedo” era um assovio, um bilhete ou um sinal qualquer e todos se entendiam. Simples assim. E mesmo assim tivemos nosso movimento dos caras pintadas. Realmente um fenômeno, este que vivemos vale a pela clicar no link acima e ler um pouco sobre. E não pensem os mais jovens que nos somos arcaicos, se focemos não teríamos blogs, Facebook, twitter e Google plus. Temos a vantagem de conhecer um mundo com e sem as redes sociais. Pois isso sabemos o que há de bom e ruim nelas.

Recentemente escrevi um artigo para outro blog, em que sou colaborador, em que citei dentre outras coisas sobre como as redes sociais surgiram e como as pessoas são influenciadas por elas, e aos milhares todos os dias vão em busca de informações e companhia nas redes sociais, principalmente no Facebook.

No mundo todo existe milhares de pessoas que  acessam diariamente a internet.  Há ali todo um universo de informações, imagens e comunidades. Por isso o mundo digital é um fenômeno e exerce influencia diretamente  na vida de milhares de pessoas.

  E quando não havia Facebook? Curiosidades É um novo e maravilhoso espaço que se abre diante das pessoas que ficam, na maioria das vezes passivas diante do que é exposto. Foi  quando em dado momento criou-se a primeira rede social o: “classmates.com” criada em 1995, para que estudantes não perdessem contato entre si. E foi exatamente da necessidade do homem se relacionar que surgiram as demais redes sociais, como Orkut e Facebook (2004), twitter (2006) e Google plus (2011).

Hoje existem comunidades virtuais para quase tudo. E uma grande demanda por informações. São conteúdos dos mais variados, de várias nacionalidades e culturas com riquezas de opiniões. Infelizmente  também é um terreno habitado por pessoas que fazem mal uso da internet, aproveitando-se do anonimato para aplicar golpes, aliciar menores, disseminar ideologias extremistas, fomentar  atos de violência e vandalismo, isso tudo se  aproveitando de uma legislação ainda frágil.

Por isso antes de nos sentarmos à frente de um PC, se conectar e se abrir não se esqueça que do outro lado existem pessoas de carne e osso. Nem todos os problemas tem sua resposta na internet. Aliás sabiam que tem pessoas que antes de ir ao médico consultam o Google? Incrível.

Temo pelo dia em que conhecer pessoalmente as pessoas não seja mais importante, que não haja mais olhares, apertos de mãos, abraços ou beijos no rosto ao cumprimentar amigos (as). Temo por um mundo todo conectado e sem contatos pessoais e que as relações sejam virtuais.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Valeu, Eli! Nos anos 70 eu era meio hippie…viajei de carona por 34 países…e, já que se está falando de quando não havia Facebook, e quando não havia Internet? a telfonia era horrível? Vocês já ouviram falar de “Posta Restante”? Era como meus pais se comunicavam, muito de vez em quando, comigo…eu dizia…creio que daqui a três semanas estarei em Paris…eles mandavam uma carta para Posta Restante-Paris, em meu nome…eu chegava no escritório central dos Correios, me identificava, e checava para ver se havia alguma correspondência para mim!!!! Old times!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here