Blog Anos 70

Tudo sobre os anos 70, TV, música, fatos e curiosidades de época.

Saudades: Dirty Dancing – Ritmo Quente

Vendo a empolgação hoje dos mais jovens com o fenômeno de bilheteria Saga Crepúsculo, lembrei de outro fenômeno, mas na época da minha juventude. A década era de 80 e não havia assim tantos cinemas na cidade de Goiânia- GO. Filmes como Dirty Dancing (Ritmo Quente), marcavam nossas vidas, tanto pelo enredo quanto pela qualidade das musicas, neste caso um show.

Dirty Dancing
Ritmo Quente

Lembro que devido ao tempo que demoravam para chegar novos filmes aos nossos cinemas. Ficávamos muitas vezes sem opções e se queríamos ir ao cinema tínhamos que escolher dentre aqueles que estavam em cartaz. Felizmente tive a chance de ver umas cinco vezes esta obra de arte ainda em cartaz e outras tantas vezes na TV. Realmente dava pra decorar as cenas a trilha até as falas, mas quem viu concorda que valeu a pena.

Publicidade
Dirty dancing
Baby e Johnny

A história é a seguinte: Frances Houseman, conhecida como Baby, está passando férias com a família num resort nos Catskills. Um dia, ajudando Bob a carregar melancias, ela descobre onde os funcionários do hotel se divertem e dançam. Lá conhece Johnny Castle, o instrutor de dança, e acaba se apaixonando por ele. Quando Penny, a parceira de dança de Johnny, fica grávida ao se envolver com um dos garçons, ela pede a Baby que dance em seu lugar. Mas o pai de Baby não aprova, pois considera Johnny um irresponsável por, supostamente, ter engravidado Penny e pedido que fizesse um aborto. Tudo isso diante de uma sociedade conservadora americana dos anos 60.

Saudades -Dirty dancing

Patrick Swayze, além de dançar muito cantou uma das belas canções românticas do filme, lembram? A canção era She’s Like the Wind. Ótima com certeza. Mas com certeza não teve no filme cena ou musica que supere as da cena final, histórica e inesquecível. De forma alguma ponho em cheque a qualidade da Saga Crepúsculo. Mas os sentimentos que se formaram diante do Dirty Dancing – Ritmo quente serão eternos.

A ultima entrevista de Patrick  Swayze

 

 
Publicidade

Eli Braz

Olá me chamo Eli e nasci nos anos 70. Curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar e compartilhar os bons momentos e fatos que marcaram época. Espero ser útil a todos com minha pesquisa e escrita.

6 comentários em “Saudades: Dirty Dancing – Ritmo Quente

  1. A diferença é: Sem romances sobrenaturais impossíveis, fatos reais da vida cotidiana, influencia da dança nos jovens, Trilha sonora muito gostosa enfim 1000 vezes mais foda que Crepúsculo, maaaaaaaaas tamo ai nessa geração “moderna” né.

  2. Eu simplesmente amo esse filme. Perdi a conta de quantas vezes já assisti. Obrigada por me fazer lembrar!

  3. ADOREI SEU BLOG ME FEZ VOLTAR NO TEMPO.A EPOCA DAS BOAS MUSICAS,ADOREI AS MUSICAS.PARABENS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo