Blog Anos 70

Tudo sobre os anos 70, TV, música, fatos e curiosidades de época.

Comédias para adolescentes da década de 80

Gostam de comédias ? Para alguém como eu que não tinha tanto dinheiro assim para curtir a adolescência, ver filmes sempre foi uma boa diversão. Eu era e sou fascinado por cinema. Gosto muito. E o meu prazer começou na década de 80, quando ainda tinha meus 15 a 18 anos e via todos filmes possíveis. Na TV ou cinema, não importava. Então busquei informações sobre aquelas comédias que vimos na juventude, separei alguns filmes para relembrar, espero que gostem.

 Comédias para adolescentes dos anos 80, que saudade.

Comédias para adolescentes
Gatinhas e Gatões

1. Mestre das comédias para adolescentes, o diretor John Hughes estreou no gênero com Gatinhas e Gatões (1984).Por conter piadas escrachadas, o filme foi considerado proibido para menores de 18 anos. Na roteiro, a vida de uma garota se transforma num caos quando ela está prestes a completar 16 anos. Ela sofre de amor não correspondido e seus pais estão tão preocupados com o casamento de sua irmã chata que até esquecem o seu aniversário. Se já não bastassem tais problemas, um garoto louco para perder a virgindade começa a perturbá-la.

 

 

Comédias para adolescentes
Clube dos cinco

 

2. Outro filme de Hughes, Clube dos Cinco (1985) se passa em um sábado no colégio. Depois de terem cometido pequenos delitos, cinco jovens são obrigados a passar um dia de castigo na biblioteca e lá passam a dividir segredos, traumas e sonhos e também a aceitar as diferenças.

O tema destas comédias sempre era bem parecido mas quem se importava? Eu não. Sempre aguardava novos filmes que envolvia jovens que buscavam diversão, romance e aventura. Bem característico da época em que os sonhos eram outros e não havia essa quantidade de informações.

 

 

 

Comédias para adolescentes
Mulher nota 1000

3. John Hughes se consagrou definitivamente como um dos maiores diretores de filmes adolescentes com Mulher Nota 1000 (1985). O grande sonho juvenil masculino se realizou nas telas com os personagens Gary Wallace e Wyatt Donnelly. Eles são dois garotos nerds, que não conseguem chamar nenhuma garota para sair, e que resolvem criar no computador a mulher perfeita.

Publicidade

4. Uma das comédias mais assistidos nos anos 80 do gênero adolescente e também o maior sucessos de John Hughes, Curtindo a Vida Adoidado (1986) traz Matthew Broderick no papel do estudante Ferris Bueller. Para poder matar aula com seu melhor amigo e a namorada na Ferrari do pai, ele precisa escapar do diretor desconfiado e da irmã dedo-duro. O problema é que isso não será nada fácil.

5. Clássico entre as comédias sexuais, O Último Americano Virgem (1982), como o nome já diz, conta a história de Gary, o único de uma turma de três amigos que ainda não transou. A história é bem próxima da realidade dos jovens. Além de falar de decepções amorosas, sexo, gravidez, primeiro amor, há a conclusão de que o bonzinho sempre se dá mal.

 

Comédias para adolescentes
Porky’s

 

6. Primeiro filme de uma série de três, Porky´s – A Casa do Amor e do Riso (1981), narra as aventuras de jovens loucos por sexo. Quando são enganados por uma prostituta, eles prometem se vingar, mas o xerife da cidade está na cola deles. O filme foi seguido por Porky’s 2 – O Dia Seguinte (1983) e Porky’s Contra-Ataca(1985).

 

 

 

Comédias para adolescentes
Namorada de Aluguel

 

7. O mais light das comédias  citadas, Namorada de Aluguel (1987) é também um clássico da sessão da tarde. Ronald é um garoto nerd que quer popularidade e Cindy é uma das garotas mais lindas do colégio que quer pagar o vestido que manchou de sua mãe. Mesmo com vidas totalmente diferentes, eles se unem em prol dos próprios interesses. O que ambos não contavam é que fossem se apaixonar um pelo outro, mas nada é tão simples assim.

E ai ficou faltando algum filme?

fonte: Site Terra

 

Publicidade

Eli Braz

Olá me chamo Eli e nasci nos anos 70. Curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar e compartilhar os bons momentos e fatos que marcaram época. Espero ser útil a todos com minha pesquisa e escrita.

18 comentários em “Comédias para adolescentes da década de 80

  1. podem me ajudar a lembrar daquela comedia em que varias pessoas perdem a carta de motorista e terão que frequentar a autoescola pra tirarem a carta novamente mas tem 1 policial corrupto e sua ajudante que vào impedir , tem no elenco a bete midler

    1. O filme se chama “Sem licença para dirigir”. License to Drive é um filme americano de 1988, uma comédia dirigida por Greg Beeman que conta a historia de Les Anderson, um jovem que depois de não ter passado no teste de habilitação sai escondido com o carro causando grande confusão.É o que nos lembramos.

    2. Não e sem licença para dirigir amigo! esse que ele esta falando e o “Transito muito louco”. Pode pesquisar la no google! e esse mesmo.

    3. Olha que boa intervenção a do Marcos, favor desconsiderem o que disse antes, me confundi. Obrigado Marcos gosto de receber a ajuda dos amigos.

  2. te pego la fo
    ra, ferias frustradas, alguem muito especial, admiradora secreta, a garota de rosa shocking, a primeira transa de jonatah

  3. Esse bla bla bla de que, não fazem bom filmes como antigamente já deu!
    Cada um vive sua época, e os filmes de cada época com certeza estão associados a momentos de nossa vida( aliás , vivi essa época tenho 37).

    1. Claro hoje existem muitos bons filmes, mas é bom ter um espaço para relembrar os filmes que nos faziam rir no passado. Aproveite nosso espaço é democrático. Continue conosco.

    2. Você entendeu errado Eli. O espaço é ótimo, eu também curto muito esses filmes, só não concordo com o comentário do Eron.
      Associamos estes filmes a momentos da nossa vida, como outras gerações vão associar a filmes de outras épocas.

  4. Hoje em dia já não se faz mais bons filmes e não temos bons atores como antigamentes,os filmes de qualquer especie são muito muitos ruim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo