Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Fatos

Anos 80 – Perigos de uma guerra nuclear

Anos 80, reportagem da Veja registra mudanças na política nuclear dos EUA.

Revirando o baú encontrei uma revista Veja de 27 de agosto de 1980. Nela além de rever uma série de notícias de época, vi uma em especial que os mais jovens não sabem e que é se grande importância. Num mundo passando por uma gerra fria uma noticia se destacou nesta edição.

anos 80 bomba nuclear

O título da reportagem era: “A nova ordem nuclear: Carter decide que os Estados Unidos não atacarão objetivos civis em caso de agressão soviética”. Bem o teor da notícia era sobre a postura dos EUA, diante de um ataque soviético. Segundo a Diretriz 59 assinada pelo presidente Jimmy Carter.

guerra nuclear ano 80“Segundo o documento – uma ordem do presidente, na qualidade de comandante-chefe das Forças Armadasv-, os Estados unidos, a partir daquele momento, abandonavam de vez sua atual politica nuclear, que se baseia no conceito perversamente denominado MAD (‘louco’, em inglês), iniciais para Mutual Assured Destruction, ou ‘garantia de destruição mútua’. segundo esse conceito, qualquer que fosse o país a iniciar uma guerra nuclear, o resultado seria inevitavelmente o aniquilamento de ambos – e talvez até da humanidade inteira. Em outras palavras, a estratégia vigente até então previa o seguinte quadro: 1) a União Soviética lança um ataque contra bases atômicas americanas;2) os Estados Unidos respondem com uma devastadora ofensiva contra as principais cidades e centros populacionais soviéticos; 3) a URSS volata à carga, desta vez também contra alvos civis americanos. Esse quadro constituía a base da política americana de dissuasão até hoje. Ou seja, a simples perspectiva do holocausto seria suficiente para desestimular qualquer iniciativa soviética – ou mesmo americana – no campo da agressão nuclear”.

anos 80 guerra nuclearA ideia da medida seria desviar os alvos americanos em caso de ataque soviético para alvos militares, bases de comunicação e de treinamento, poupando-se num primeiro momento alvos civis. Além disso daria tempo para os lideres das duas superpotências pensar e negociar, antes que todo o mundo  fosse destruído.

O que poderia se considerar um avanço no caminho da paz, teve outra conotação segundo a reportagem, pois diante da ideia de uma guerra controlada poderia – se diminuir o temor de de se iniciar um confronto. Ou seja, o que evitava o conflito era o constante temor de um holocausto total. O que certamente dizimaria a raça humana da face da terra. Essa foi uma reportagem que achei importante estar compartilhando, por trazer de volta a lembrança e o medo que eu tinha de que o mundo acabasse com uma guerra global.

Fonte: Revista Veja  27 de agosto de 1980.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.