Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Curiosidades

Anos 70 – O que era chique virou brega.

Engraçado com as coisas mudam, o que era chique vira brega e vice e versa. A começar pelas músicas até chegar aos cabelos. A moda e os tempos eram outros. O homem com as costeletas grandes e muitos com bigodes ou cavanhaque, davam ar de bravos e fortes. Símbolos  dos Anos 70 que merecem ser lembrados neste breve post.

Mundo Brega dos anos 70 virou tendência cult

Anos 70 black power bregaTivemos a calça boca de sino, que já mencionei aqui num outro post. O cabelo black power fez sucesso para homens e mulheres, famoso por seu volume, simbolo de atitude e de moral elevada, além de ter seu charme.

Segundo o site “Raça Brasil” o Estilo black power não acabou e ainda faz a cabeça dos jovens e acrescenta:

“Quem já passa dos 40 anos sabe que, nos Anos 70, quanto maior era o black power mais seria respeitado pela turma. O primeiro famoso a assumir o pixaim foi Toni Tornado, depois Tim Maia. Ambos haviam morado nos Estados Unidos por um tempo. A atriz Zezé Mota conta que, em visita àquele país, na época, deparou com os negros usando cabelo natural, voltou para o hotel e enfiou correndo a cabeça debaixo do chuveiro e sentiu como se fosse uma libertação. A onda pegou tanto no Brasil que virou símbolo de modernidade não só para negros. Jô Soares, Marcos Paulo, Roberto e Erasmo Carlos (cantores), todos usavam…”(ler mais)

Muitas cores nas roupas anos 70

As cores das roupas pelo que me lembro e vejo, em algumas revista, filmes antigos e sites, eram bem coloridas. Davam um ar de alegria e descontração. Assim eram também as roupas dos anos 70 femininas.

Se formos buscar hoje um exemplo desse estilo, não penso em outro senão em Augustinho Carrara. Ele mesmo, o da grande família. É só assistir para ver o personagem com suas calças e camisas xadrez ou coloridas. Muito elegante, não?

moda Anos 70 augustinho brega

Anos 70 jarro abacaxi bregaPor falar em Grande Família, outra coisa que não passa desapercebido por mim é aquele jarro em forma de abacaxi, que dona Nenê põe à mesa todos os dias para servir sua família. São detalhes que estão presentes em nosso dia-a-dia, que vemos mas não nos damos conta, mas são da época de nossa infância ou juventude.

Os sapatos tanto masculino quanto femininos eram uma atração à parte. Muito estilosos eram altos tipo “plataforma”, bonitos, na minha opinião. Apesar de nunca ter usado um destes. Lógico que nem todos os sapatos eram assim tão descontraídos, haviam os tradicionais que sobrevivem até hoje.

Assim, como disse no início a moda é cíclica, num vai e vem no decorrer dos anos. Não se surpreenda se algum dia cruzar com alguém usando, black power, de calça boca de sino xadrez, e camisa estampada . É só a moda buscando a inspiração que nossa geração conheceu na origem. Abraços.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.