Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Musica

ACDC vamos curtir rock

ACDCQuando falamos em rock’n roll, é impossível não pensar no ACDC. Não por menos, a banda dos irmãos Young é considerada a maior banda de rock’n roll do mundo. E a verdade é que dificilmente haverá alguém que não goste de ACDC. Mesmo os mais descrentes com a habilidade da banda se rendem aos riffs de “Highway to Hell”, “Back in Black” ou de “Shook me All Night Long”. Em matéria de discos vendidos, é impossível não lembrar que é deles o segundo disco mais vendido do mundo, “Back in Black”, que ficou atrás apenas do Thriller de Michael Jackson. E olha que ele nem é considerado o melhor álbum da banda, apenas o auge comercial de toda sua carreira. vistem o site oficial da banda: AQUI

História e primórdios do ACDC

 

ACDC

 

O ACDC nasceu na Austrália, em 1973, por Malcom e Angus Young. A dupla de irmãos recrutou o baixista Mark Evans que foi logo substituído por Cliff Wiliams, membro permanente até hoje na banda junto à dupla de guitarristas. Na bateria, Phil Rudd também esteve desde o começo da banda, saindo após o álbum “Back in Black” para pilotar helicópteros. As baquetas ficaram a cargo de Chris Slade, mas só entre 83 e 94, quando Rudd voltou para a banda e ajudou a gravar o álbum “Ballbreaker”. Já os vocais são um assunto mais complicado. O primeiro vocalista do ACDC foi Dave Evans. Ele ficou na banda de 73 a 75, sendo substituído por Bon Scott, porque os irmãos Young consideravam o primeiro vocalista muito Glam. Com Bon Scott no vocal, o ACDC fez seu nome aparecer para o mundo. Dos sete álbuns que ele gravou com a banda, seis são considerados indispensáveis para qualquer fã: “High Voltage” (1975), “TNT” (1975), “Dirty Deeds Done Dirty Cheap” (1976), “Let There Be Rock” (1977), “Powerage” (1978) e “Highway to Hell” (1979) consolidaram o ACDC como uma das maiores bandas do mundo, mesmo eles estando fora do circuito comercial da música, que envolvia basicamente Inglaterra e Estados Unidos.

Foi em 1979 que a banda sofreu sua principal baixa: Bon Scott morreu em circunstâncias até hoje não muito bem esclarecidas, afogado em seu próprio vômito. Nesse momento, com a banda lançando o seu melhor álbum até então, especialistas acreditavam que a banda acabaria, já que não seria possível encontrar um vocalista à altura do falecido Bon Scott. Os irmãos Young também sabiam disso e, por isso, não tentaram encontrar outro Bon Scott, e sim buscar um novo vocalista. E o eleito foi Brian Jones, que até então era vocalista da banda Georgie. Com ele, a banda lançou o “Back in Black”, álbum que vendeu 22 milhões de cópias só nos Estados Unidos, e que está em 17º na lista dos 200 álbuns definitivos do Rock and roll Hall of Fame.

Depois do Back in Black, vieram mais nove álbuns, fechando em 2008 a discografia com o ótimo “Black Ice”. Recentemente, boatos de um novo álbum da banda apareceram junto com a informação de que Malcom Young havia saído da banda por motivos de saúde. Para seu lugar, é provável que a banda escolha um guitarrista da própria família Young, para lançar um último CD e uma última turnê antes de seu derradeiro fim – fim dos shows, é claro, pois segundo o próprio ACDC, “Rock’n Roll Ain’t Gonna Die”.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.