Scroll Top

Assine GRÁTIS nossa Newsletter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

cinema

A Hora do Espanto

Sempre fui fã de filmes de terror e vivia a procura de novos filmes do gênero. Foi  numa destas buscas que assisti no cinema a Hora do Espanto. O filme obteve grande sucesso e inspirou diversos outros nos anos 80 que seguiram o seu estilo juvenil de mesclar horror com passagens cômicas. Teve uma sequência em 1988 (Fright Night II), sem o mesmo êxito (embora bem recebido pela crítica). Os efeitos especiais foram realizados por Richard Edlund, responsável por esse trabalho também em Ghostbusters. Eu vi a sequência também não me arrependi foi bom também, mas o a história se deu numa vingança da irmão do Vampiro morto no primeiro filme.

A Hora do Espanto

A Hora do Espanto

O título refere-se ao nome do programa, “A Hora do Espanto”, apresentado pelo ator Peter Vincent, papel que permitiu uma ótima interpretação de Roddy McDowall.Nos EUA, o filme surpreendeu ao superar em seu lançamento a bilheteria de A Nightmare on Elm Street 2: Freddy’s Revenge (br: A Hora do Pesadelo 2 – A vingança de Freddy), que gerara expectativas bem maiores. Prometo que oportunamente irei postar o que puder sobre o filme A Hora do Pesadelo, a Volta dos Mortos Vivos, Noite Alucinante dentre outros, será uma série de post para os fãs do gênero como eu. Vamos ao filme.

A Hora do Espanto – Enredo

A Hora do Espanto

Cartaz do filme a hora do espanto

Charley Brewster(William Ragsdale) e Amy Peterson (Amanda Bearse) transam durante a exibição do programa Fright Night, apresentado porPeter Vincent(Roddy McDowall), mas Charley exagera e brigam. Mas quando pretendem fazer sexo, Charley a ignora quando nota dois homens carregando um caixão para o porão da casa ao lado, mas Amy acredita que ele estava falando do filme. Quando ela vai embora, Judy Brewster (Dorothy Fielding) os chama para conversar. Assim que ela sai, Charley acaba por ignorá-la. Judy briga com ele, enquanto passa um noticiário sobre um cadáver encontrado nos trilhos do trem.

Na escola, ele e seu melhor amigo freak “Evil” Ed Thompson (Stephen Geoffreys) acabam de sair de um teste-surpresa. Charley xinga o professor, chamando-o de bastardo. Então, Amy, irritada, passa direto pelos dois. Ed acaba por falar uma besteira e Charley o responde, fazendo Ed ir embora. na volta, dirigindo um Mustang, uma mulher pede informação sobre a casa onde ela vai, que é do lado de Charley. Ela vai. Entrando na casa, ele pergunta à Judy se já viu o vizinho, ela diz que não, mas ouviu que ele mora com um carpinteiro. Quando ele vai estudar, ele ouve uma mulher gritando na casa ao lado, e a luz de uma janela se apaga.

De volta à escola, Charley e Amy se reencontram, mas acaba por ignorá-la de novo ao ver o noticiário da morte da mulher que perguntou à Charley o endereço da casa 9900. Ed aparece e menciona que os dois corpos foram decapitados. Irritada, Amy rouba um hambúrguer de um garoto e o esfrega na cara de Charley. Ed solta uma histérica risada e diz “Oh, você é tão calmo, Brewster… Eu não aguento!“. Voltando da escola, ele decide explorar o porão, e se assusta quando o carpinteiro Billy Cole (Jonathan Stark) aparece e diz “Hey, cara!“, em seguida ameaçando-o, então Charley volta para casa. À noite, começa a espionar o vizinho, quando flagra outro: Jerry Dandridge (Chris Sarandon) mordendo uma vítima. Ele chama a polícia na manhã seguinte, mas não há corpo algum.

A Hora do Espanto

Vampiro sedutor Transformado

Mais tarde, o vampiro começa a persegui- los até um baile, após transformar Ed em um vampiro, que tenta matar Peter, mas leva cruz na testa, causando uma queimadura. No baile, Amy é seduzida e levada por Jerry para sua casa. Então, eles vão para a casa de Jerry, e Charley é golpeado por Billy, e Peter foge. Na casa dos Brewsters, Peter tenta avisar a mãe dele, mas encontra Ed, que se transforma em lobo e morre atacado pelo mesmo empalado por uma estaca. Assim, conseguem salvar Amy e destruir Jerry. O filme termina com Charley e Amy fazendo sexo enquanto assistem Peter na TV. Ouvindo-se então o bordão de Ed.

A trilha sonora e músicas tocadas no filme ” A Hora do Espanto ” fizeram grande sucesso na época, cantadas por artistas dos anos 80 como Evelyn “Champagne” King e a banda Sparks.

Sobre o autor | Website

Funcionário publico, historiador e blogueiro por paixão. Nascido nos anos 70 curti toda minha adolescência nos anos 80 e 90. Agora gosto de relembrar os bons momentos e fatos que marcaram época.

Gostou do Conteúdo?

Assine GRÁTIS nossa Newslleter e fique atualizado. Não esqueça de confirmar sua inscrição quando solicitado.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

5 Comentários

  1. Marricler disse:

    Adorei este filme “A hora do espanto”, o ator Chris Sarandon tava lindooooo.Adoro filmes desta época…

  2. Gleibson disse:

    meu amigo não me lembro de filmes ruins nessa nossa época. com certeza nossa geração foi privilegiada. Não fomos nem somos fúteis como as gerações depois da nossa. e o melhor de tudo vivemos na época mais produtiva e criativa da música brasileira.

    parabéns pelo blog.

  3. Abhin disse:

    Não sei o que me fez vir aqui e ler este artigo… me traz tanta tristeza quando eu deixo a fichar cair e perceber como foi rápido… tudo passou muito rápido. Eu amei esse filme, vi no cinema e depois assisti na TV e essa época me trás tantas lembranças boas. Adorei a matéria.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.